©

se

eu

arrancar 

meu 

coração,

é suicídio

ou

proteção

poética?